DOI:https://doi.org/10.3232/REB.2018.V5.N9.3453

Los caminos para la formación académica y política

Adriana Aparecida de Souza

Resumen

La entrevista con el profesor Dante Henrique Moura se realizó en septiembre de 2017 en el PPGEP/IFRN. El objetivo de la entrevista es reflexionar sobre la formación y la vida profesional del profesor Dante, así como sobre las imbricaciones sociales, culturales y políticas vinculadas a las políticas públicas orientadas a la educación profesional en la década de 1990 y su actuación profesional. Podemos destacar que los estudios apuntados y destacados por el profesor aluden a las reformas de la Enseñanza Media y Educación Profesional en tiempos de crisis en Brasil, así como a la defensa de la Enseñanza Media Integrada. De ese modo, contribuye a la reflexión sobre el Brasil actual y sobre las políticas educativas, incluyendo cuestiones de formación para el trabajo.

Palabras clave

Políticas públicas; educación profesional; Enseñanza Media Integrada.
Vistas: 200
Descargas PDF: 173

 

Referencias


Andrade, T. (s/d). A mulher no mercado de trabalho: onde nasce as desigualdades? Recuperado de [http://www2.camara.leg.br/a-camara/documentos-e-pesquisa/estudos-e-notas-tecnicas/areas-da-conle/tema7/2016_12416_mulheres-no-mercado-de-trabalho_tania-andrade]. Consultado [06-2017].

Decreto nº 2.208, de 17 de abril de 1997. (1997). Regulamenta a educação profissional e sua relação com o ensino médio. Brasília, DF, Brasil.

Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004. (2004). Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, Brasil.

Decreto nº 7.566, de 23 de setembro de 1909. (1909). Créa nas capitaes dos Estados da Escolas de Aprendizes Artífices, para o ensino profissional primario e gratuito. Recuperado de [http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/decreto_7566_1909.pdf]. Consultado [20-02-2017].

Gentili, P. (2016). Brasil: estado de excepción. In P. Anderson; et. al. Golpe en Brasil: genealogía de una farsa (pp. 27-33). Buenos Aires: Fundación Octubre; UMET.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (2013). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – 2013, Brasília.

Lei 5.692/1971, de 11 de agosto de 1971. (1971). Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Brasília, DF, Brasil.

Lei nº 13.415, 29 de novembro de 2016. (2016). Altera a Lei nº 12.351, de 22 de dezembro de 2010, para facultar à Petrobras o direito de preferência para atuar como operador e possuir participação mínima de 30% (trinta por cento). Brasília, DF, Brasil.

Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. (2017). Altera as Leis nsº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Brasília, DF, Brasil.

Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. (1996). Institui as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, Brasil.

Lopes, P. C. B.; Stadler, C. C.; Pilatti, L. A. (2003). Publ. UEPG Ci. Hum., Ci. Soc. Apl., Ling., Letras e Artes, Ponta Grossa, 11(2), 51-56.

Moura, D. H. & Lima Filho, D. L. (2017). A reforma do ensino médio Regressão de direitos sociais. Revista Retratos da Escola, Brasília, 11(20), 109-129.

Moura, D. H. (2003). La auto evaluación como instrumento de mejora de la calidad: un estudio de caso (el Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte -CEFET-RN, Brasil). Tese de doutorado, Universidade Complutense de Madri, Madri, Espanha.

Moura, D. H. (2005). Algumas implicações da reforma da EP e do PROEP sobre o projeto político pedagógico do CEFET-RN e a (re)integração dos cursos técnicos ao ensino médio. Holos (Online), 1, 57-80. Recuperado de [http://www.cefetrn.br/dpeq/hol].

Moura, D. H. (2010). A relação entre a Educação profissional e a Educação básica na CONAE 2010: possibilidades e limites para a construção do novo plano Nacional de Educação. Educ. Soc., Campinas, 31 (112), 875-894.

Pautasso, D. & Adam, G. P. (2014). A política da política externa brasileira: novamente entre autonomia e alinhamento na eleição de 2014. Revista Conjuntura Austral, 5(25).

Resolução CNE/CEB nº 02/2012. (2012). Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Diário Oficial, Brasília, DF, Brasil. Recuperado de [http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11663-rceb006-12-pdf&category_slug=setembro-2012-pdf&Itemid=30192].

Rocha, S. (2008). A inserção dos jovens no mercado de trabalho. Cad. CRH., 21(54), Salvador.

Vizzaccaro-Amaral, A. L., Mota, D. P. & Alves, G. (Org.). (2011). Trabalho e saúde: a precarização do trabalho e a saúde do trabalhador no Século XXI. São Paulo: LTr.





Con el mecenazgo de
Universia
Avda. de Cantabria, s/n - 28660, Boadilla del Monte
Madrid, España
EMail: info@sjss.universia.net