DOI:https://doi.org/10.3232/REB.2015.V2.N3.05

Estudios contemporáneos sobre la población brasileña en Portugal: procesos de identidad, clase, género y raza

Glauco Vaz Feijó

Resumen

El artículo identifica tres temas en torno a los estudios sobre inmigración brasileña a Portugal: clase y trabajo, género y prostitución y procesos de identidad. En el primer tema, se considera la división de los flujos migratorios a Portugal en dos "olas" diferenciadas por la pertenencia de clase de los sujetos migrantes. En el segundo tema, género y prostitución, se pone en cuestión la pregunta abierta sobre la genealogía de la "marca de la prostitución" que estigmatizaría a la inmigración brasileña. En el tercer tema se abordan los procesos de identidad desde la ambivalencia del mestizaje, componente de una imaginada identidad brasileña y de una imaginada identidad portuguesa.

Palabras clave

Inmigración brasileña, identidad, género, clase, raza
Vistas: 420
Descargas PDF: 367

 

Referencias


ASSIS, Gláucia de Oliveira. “De Criciúma para o mundo. Os novos fluxos da população brasileira: género e rearranjos familiares.” Em: MARTES, Ana Cristina Braga; FLEISCHER, Soraya (orgs). Fronteiras Cruzadas: Etnicidade, Género e Redes Sociais. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

BÓGUS, Lúcia M.; BASSANEZI, Maria Silvia. Brasileiros na Itália: movimentos migratórios e inserção social. Margem. Faculdade de Ciências Sociais/PUC-SP, EDUC/FAPESP, vol. 10, 1999. pp. 211-227.

CARVALHO, Sheila Abadia Rocha; RODRIGUES, Tatiane Cosentino. Raça e gênero na formação da nação brasileira. Em: Anais do 16ºCongresso de Leitura do Brasil, Campinas: Faculdade de. Educação/Unicamp, 2007. Recuperado de [http://alb.com.br/arquivo-morto/edicoes_anteriores/ anais16/sem03pdf/sm03ss10_05.pdf]. Consultado [ 04/04/2014].

CBL – Casa do Brasil em Lisboa. A segunda vaga de imigração brasileira para Portugal (1998-2003). Estudo de opinião a imigrantes residentes nos distritos de Lisboa e Setúbal – Informação estatística e elementos de análise. Lisboa: CBL, 2004.

CORRÊA, Mariza. “Sobre a invenção da mulata.” Cadernos Pagu (6-7), 1996. pp.35-50.

CUNHA, Eneida Leal. “Comemorações dos descobrimentos: reconfigurações contemporâneas da nacionalidade no Brasil e em Portugal.” Em: FELDMAN-BIANCO, Bela (org.). Nações e diásporas: estudos comparativos entre Brasil e Portugal. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.

CUNHA, Eneida Leal. Estampas do Imaginário. Belo Horizonte: UFMG, 2006. CUNHA, Eneida Leal. O Brasil no imaginário português. Revista Semar, nº 6, 2002. Recuperado de [www.letras.pucrio. br/catedra/revista/6Sem_11.html]. Consultado [04/04/2014].

FELDMAN-BIANCO, Bela (org.) Identities: Global Studies in Culture and Power, vol. 8, nº4, dez. 2001.

FLEISCHER, Soraia. Passando a América a limpo: o trabalho de housecleaners brasileiras em Boston. São Paulo: Annablume, 2002.

FRANÇA, Thais. Excluindo sexo, raça e etnia: mulheres brasileiras trabalhadoras em Portugal. Em: CARVALHO, Flávio et al. (orgs). Atas do 1º Seminário de Estudos sobre a Imigração Brasileira na Europa. Barcelona, 2010.

FRANÇA, Thais. Mulheres Brasileiras na academia portuguesa: rompendo ou perpetuando estereótipos? Em: PADILLA, Beatriz et al. (orgs). Novas e velhas configurações da imigração brasileira na Europa. Atas do 2º Seminário de Estudos sobre a Imigração Brasileira na Europa. Lisboa, 2012.

FREYRE, Gilberto. Casa-Grande e Senzala. São Paulo: Global, 2006.

GOMES, Mariana Selister. Mulheres Brasileiras em Portugal e imaginários sociais: uma revisão crítica da literatura. CIES e-Working Papers, nº 106. Lisboa: Centro de Investigação e Estudos de Sociologia – Instituto Universitário de Lisboa, 2011.

HALL, Stuart. Identidade Cultural e Diáspora. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, nº 24, 1996. pp. 68- 76.

HONDAGNEU-SOTELO, Pierrette. Gender and Contemporary U. S. Immigration. American Behavioral Scientist, vol. 42, n. 4, 1999. pp. 565-576.

LISBOA; Wellington Teixeira. Fluxos transatlânticos e identidade: a imigração brasileira em Portugal e o imaginário português. Trabalho apresentado no XVII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, ABEP. Caxambu, 2010. Recuperado de [www.abep.nepo.unicamp.br/encontro2010/docs_pdf/ tema_6/abep2010_2275.pdf ].

MACHADO, Igor José de Renó. Cárcere Público: processos de exotização entre imigrantes brasileiros no Porto. Tese de doutorado. Campinas, ICHF: Unicamp, 2003.

MACHADO, Igor José de Renó. Estereótipos e encarceramento simbólico no cotidiano de imigrantes brasileiros no Porto. Em: Um mar de identidades. A imigração brasileira em Portugal. São Carlos: Edufscar, 2006.

MACHADO, Igor José de Renó. Sobre as identidades brasileiras em Portugal. Em: MALHEIROS, Jorge Macaísta (org.). Imigração Brasileira em Portugal. Lisboa: ACIDI, 2007.

MACHADO, Igor José de Renó. Imigração brasileira no Porto, Portugal. Apontamentos para uma etnografia do jogo da centralidade e dos circuitos de reciprocidade. Em: FELDMAN-BIANCO, Bela (org.). Nações e diásporas: estudos comparativos entre Brasil e Portugal. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.

MALHEIROS, Jorge Macaísta. Os brasileiros em Portugal. A síntese do que sabemos. Em: MALHEIROS, Jorge Macaísta (org.). Imigração Brasileira em Portugal. Lisboa: ACIDI, 2007.

MARTES, Ana Cristina Braga. Brasileiros no exterior. Um estudo sobre imigrantes em Massachusetts. São Paulo: Paz e Terra: 2000.

PADILLA, Beatriz. Integração dos “imigrantes brasileiros recém-chegados” na sociedade portuguesa: problemas e possibilidades. Em: MACHADO, Igor José de Renó (org.). Um mar de identidades. A imigração brasileira em Portugal. São Carlos: Edufscar, 2006.

PADILLA, Beatriz. A imigrante brasileira em Portugal: Considerando o género na análise. Em: MALHEIROS, Jorge Macaísta (org.). Imigração Brasileira em Portugal. Lisboa: ACIDI, 2007.

PADILLA, Beatriz. Género e migrações: o que sugere o estudo das imigrantes brasileiras em Portugal. Em: CARVALHO, Flávio et al. (orgs). Atas do 1º Seminário de Estudos sobre a Imigração Brasileira na Europa. Barcelona, 2010.

PEIXOTO, João; FIGUEIREDO, Alexandra. Imigrantes brasileiros e mercado de trabalho em Portugal. Em: MACHADO, Igor José de Renó (org.). Um mar de identidades. A imigração brasileira em Portugal. São Carlos: Edufscar, 2006.

PISCITELLI, Adriana. Interseccionalidades, categorias de articulação e experiências de migrantes brasileiras. Sociedade e Cultura, v.11, n.2, jul/dez. 2008a. pp. 263 - 274

PISCITELLI, Adriana. Actuando la “brasileñidad”? Tránsitos entre circuitos de turismo sexual y los mercados del sexo y matrimonial europeos. Paper apresentado no encontro da Latin American Studies Association (LASA). Rio de Janeiro, June 11-14, 2008b.

PONTES, Luciana. Mulheres brasileiras na mídia portuguesa. Cadernos Pagu, Campinas, n.23, Julho-Dezembro, 2005. pp. 229-256.

PONTES, Luciana. “Mulheres imigrantes brasileiras em Lisboa.” Em: MACHADO, Igor José de Renó.

MACHADO, Igor José de Renó (org.). Um mar de identidades. A imigração brasileira em Portugal. São Carlos: Edufscar, 2006.

PRADO, Paulo. Retrato do Brasil. Ensaio sobre a tristeza brasileira. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

RAGO, Margareth. Sexualidade e identidade na historiografia brasileira dos anos vinte e trinta. Estudios Interdisciplinarios de América Latina y el Caribe, vol 12, nº 1, 2001. Recuperado de [http://www1.tau.ac.il/eial/index.php]. Consultado [11/06/2014].

REGO, José Lins; FREYRE, Gilberto. Retratos do autor: Paulo Prado. Em PRADO, Paulo. Retrato do Brasil. Ensaio sobre a tristeza brasileira. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

SAHLINS, Marshal. Ilhas de História. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990. SANTOS, Alina Lima. Casa do Brasil de Lisboa: especificidades, conquistas e desafios do associativismo de imigrantes brasileiros em Portugal. Em: PADILLA, Beatriz et al. (orgs). Novas e velhas configurações da imigração brasileira na Europa. Atas do 2º Seminário de Estudos sobre a Imigração Brasileira na Europa. Lisboa, 2012.

SANTOS, Gustavo Adolfo P. Daltro. A construção da lusofonia no Portugal pós-colonial. Estratégias das associações de imigrantes de Lisboa. Em: FELDMAN-BIANCO, Bela (org.). Nações e diásporas: estudos comparativos entre Brasil e Portugal. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade. Porto Alegre, vol. 20, nº 2, jul. /dez. 1995. pp. 71-99.

SEYFERTH, Giralda. A dimensão cultural de imigração. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 26, nº 77 outubro de 2011. SHOHAT, Ella. Des-orientar Cleópatra: um tropo moderno de identidade. Cadernos Pagu, 23, Campinas: Unicamp, 2004. pp.11-54.

STOLKE, Verena. O enigma das interseções: classe, “raça”, sexo, sexualidade. A formação dos impérios transatlânticos do século XVI ao XIX. Estudos Feministas, 14(1): 336, Florianópolis, janeiro-abril/2006. pp. 15-42.

XAVIER, Maria. Redescobrindo o Brasil processos identitários de brasileiros em Portugal. Lisboa: ACIDI, 2007.

ZLOTNIK, Hania. International Migration 1965-96: An Overview. Population and Development Review, vol. 24 (3), 1998. pp.429-468.





Con el mecenazgo de
Universia
Avda. de Cantabria, s/n - 28660, Boadilla del Monte
Madrid, España
EMail: info@sjss.universia.net